Conhecendo sua essência e sua história. – Xadrez

31/05/2011 § 1 comentário

Que a xadrez é uma estampa geométrica todas sabemos, mas o que vocês não sabem é que fazem parte da história humana, no Ocidente a origem da estampa xadrez pode ser encontrada já na Idade do Ferro (700 a 50 a. C.), foi no Norte da Europa, mais especificamente nos pântanos da Alemanha e da Dinamarca que escavações arqueológicas descobriram vestígios de sacrifícios humanos nos quais foi possível identificar as padronagens têxteis das roupas das vítimas. Eram quase exclusivamente de tecidos xadrez em fio de lã. É parece que o xadrez não teve uma origem muito meiga, será que os punks da década de 80 sabiam disso?
O tecido xadrez (check) foi criado por proprietários de terras na escócia, durante o século XIX, como alternativa para o tartã, considerado inadequado ao uso diário ou ao trabalho. Durante o século XX, foi usado, a princípio, somente em ternos e casacos masculinos, mas logo tornou-se popular para as mulheres em costumes, mantôs, xales, saias, vestidos e na década de 60 também passou a ser usado em calças femininas.


O xadrez vermelho e branco é conhecido por padronagem “Medevi square” e considerado a marca registrada do xadrez sueco assim como a padronagem xadrez branco e preto é conhecido como “Vichy”. Foi Chanel quem introduziu o xadrez nas roupas femininas, anteriormente popularizadas entre os homens no período eduardiano (pelo príncipe de Gales Eduard).


Na década de 70, com o surgimento dos punks o xadrez foi usado como detalhes e tinha a intenção de ironizar e romper com os ícones culturais, exigindo mudanças sociais e comportamentais. Vários estilistas famosos lançaram calças nessa padronagem, entre eles a inglesa Vivienne Eastwood .

Para combinar com uma peça de baixo xadrez, a regata branca pode ser um coringa. Além de dar certo com o branco, a estampa permite outras sobreposições, como uma blusa azul escura. Mas quem quer mergulhar no xadrez total também está liberado. Uma bermuda mais comprida xadrez pode combinar perfeitamente com uma blusa, também xadrez, com botão largo perto do pescoço. É famoso xadrez com xadrez. Segundo os especialistas, para cair na moda sem errar basta seguir algumas dicas:

  • Puxar do xadrez uma cor que se casa com a outra peça.
  • Se o xadrez for pesado, escuro, procure o tom certo, por exemplo, calça xadrez com marrom combina com blusa bege.

Seguindo essas regras, o xadrez pode ser usado, até com listrados e florais. Para não engordar, preste atenção no desenho dos quadrados. A linha mais escura deve ser vertical. E quem tem no guarda-roupa um xadrez no estilo festa de São João também pode ir trabalhar com ela.

Desfile da Acquastudio Outono/Inverno 2011

O xadrez mais descontraído é aquele colorido (que mistura, pelo menos, 3 cores), com quadrados grandes. Esse é o tipo mais indicado para ser usado no verão. No inverno, deixe encostado. O xadrez mais sóbrio tem linhas finas, cores escuras e que até te permite misturar com outra estampa. Mesmo a estampa tendo um tamanho menor, ela sempre será notada.

Anúncios

Marcado:, , , ,

§ Uma Resposta para Conhecendo sua essência e sua história. – Xadrez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Conhecendo sua essência e sua história. – Xadrez no Journée de la Mode.

Meta

%d blogueiros gostam disto: